N.Jersey detecta 5 prováveis casos de gripe suína

Atualizado às 14:50 h  –   As autoridades de Nova Jersey anunciaram hoje que foram identificados cinco prováveis casos de gripe suína no estado, onde até o momento não se tinham detectado contágios.

Para confirmar os resultados preliminares, o Departamento de Saúde de Nova Jersey explicou nesta terça-feira que foram enviadas as mostras recolhidas ao Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês).

“Os cinco indivíduos, que vivem em diferentes distritos do estado, têm sintomas leves de gripe e estão se recuperando em casa.

Nenhum foi hospitalizado”, detalhou o Departamento de Saúde de Nova Jersey em comunicado, no qual diz ainda que quatro deles viajaram recentemente ao México e outro, à Califórnia.

Se confirmados os testes preliminares, Nova Jersey se somaria à lista de estados americanos onde já se sabe da presença do vírus: Califórnia, Texas, Kansas, Ohio e Nova York, que juntos já confirmaram 40 casos.

“Felizmente, e como em outras partes do país, são casos de doença leve”, disse o responsável desse departamento, Heather Howard.

Em Nova York, estado vizinho onde foram confirmados 28 casos e identificados outros 17, na segunda-feira à noite a empresa de consultoria Ernst & Young informou que um de seus empregados da unidade Times Square, em Nova York, tinha contraído o vírus da gripe suína.

“Essa pessoa não vem trabalhar desde quinta-feira passada.

Segundo o CDC, o período de incubação é de 24 horas, portanto achamos que não há nenhuma outra pessoa dos escritórios contagiada”, explicou a companhia, que diz ter fechado e desinfetado o escritório, alertado o resto do pessoal e avisado as autoridades.

A notícia pôs ainda mais em alerta os nova-iorquinos, já que, caso confirmada, seria a primeira vez que se detecta o contágio de uma pessoa em Manhattan, centro financeiro e turístico da cidade mais povoada do país.

Por enquanto não se sabe se o caso da Ernst & Young está relacionado com o do Queens, onde é provável que haja mais de 100 casos.

“A situação muda muito rapidamente”, explicou hoje o responsável de Saúde do estado de Nova York, Richard Daines, que indicou que estão sendo analisadas com urgência entre dez e 15 mostras recolhidas entre pessoas que vêm de outros lugares do estado para a cidade de Nova York.

Em coletiva de imprensa, Daines apontou que, tanto essas mostras, como todos os casos confirmados ou prováveis detectados no estado correspondem com gente que viajou recentemente ao México ou a outros lugares dos EUA próximos à fronteira.EFE

Anúncios

Uma resposta

  1. to com, medooo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: