Japão exigirá visto de mexicanos por causa da gripe suína

O Governo japonês suspenderá de forma temporária o sistema de isenção de visto para os mexicanos que desejem viajar ao Japão por causa da gripe suína.

Tóquio também pediu aos japoneses que vivem no México que considerem a possibilidade de deixar o país. Em comunicado, o Ministério de Exteriores do Japão pediu ainda que os japoneses adiem suas viagens ao México “se não forem realmente urgentes”, disse um porta-voz.

O Governo do Japão pediu que os quase seis mil japoneses que vivem no México permaneçam em casa com comida e bebida suficiente e que considerem a possibilidade de deixar esse país “em breve”.

“A partir de agora pode ser mais difícil sair do país e ter acesso médico no lugar onde vivem, por isso recomendamos que aqueles que podem deixar o país considerem essa possibilidade”, assinalou o aviso.

Além disso, o Japão suspenderá temporariamente o sistema pelo qual não exige visto aos mexicanos, com o objetivo de aumentar as medidas de controle da propagação da gripe suína.

Até agora, os mexicanos podiam viajar ao Japão sem visto para visitas turísticas e de negócios que não excedesse seis meses de permanência.

O Executivo japonês criou uma comissão especial presidida pelo primeiro-ministro, Taro Aso, para enfrentar a situação criada pela gripe suína, cujo principal surto aconteceu no México, embora também tenham sido registrados casos nos Estados Unidos, Canadá e Europa.

Não foram registrados casos suspeitos de gripe suína no Japão até o momento.Terra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: