HC aumenta n° de leitos para suspeitas de gripe suína em BH

O Hospital das Clínicas (HC) em Belo Horizonte aumentou de 12 para 18 o número de leitos que podem receber pacientes com suspeita de gripe suína. A instituição cuida de três pessoas que podem ter contraído a doença. No México, a quantidade de mortos pela gripe pode passar de 150.

“Pelo que a Secretaria de Saúde nos informou, os hospitais Eduardo de Menezes e Risoleta Neves também serão colocados em condições de receber estes casos,” afirmou o vice-diretor geral do Hospital das Clínicas, Antônio Luiz Pinho Ribeiro.

Dos 18 leitos que o HC terá para casos de gripe suína, seis são especiais com sistema de isolamento de ar-condicionado. O equipamento filtra micro-partículas e faz 12 trocas do ar no ambiente por hora. “A pressão do ar nestes quartos é negativa. Se uma pessoa abre a porta, por exemplo, o ar só entra. Não há a possibilidade de sair para outros ambientes,” explicou o Coordenador do Setor de Biossegurança do Hospital das Clínicas, Edgardo Sequeira.

O 7º andar da instituição foi reservado para abrigar os 18 leitos. Todas as pessoas que estavam no local foram transferidas para outros andares. A equipe de médicos e enfermeiros da instituição utiliza equipamentos de proteção individual obrigatórios, como roupas e máscaras especiais.

Suspeitas
O HC divulgou boletim médico com o estado de saúde das três pessoas que estão internadas com a suspeita de terem contraído a gripe suína. Segundo os médicos do HC, um casal que voltou de Cancun, no México, na segunda-feira, apresenta quadro clínico normal, sem febre. A tosse e a coriza também desapareceram.

Um homem que é morador de Nova York e está em Belo Horizonte para rever familiares também está sem febre. Durante a madrugada ele reclamou de uma tosse com pequena intensidade e apresenta coriza leve.

Os exames de rotina realizados nos três pacientes, que indicariam algum tipo de infecção, como hemograma, função renal e hepática, também não apresentaram alterações. Amostras da secreção nasal e de sangue foram colhidas e encaminhadas para a Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte, e Fundação Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro.

O resultado que vai apontar a contaminação ou não pelo vírus da gripe suína deverá divulgado até quinta-feira. Enquanto os exames não ficam prontos, as famílias e pessoas que tiveram contato com os pacientes internados no HC serão monitoradas pelo setor de epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde. “Em caso de febre, estão orientados a avisar aos médicos da secretaria, explicou o vice-diretor geral do HC.

Mexicanos isolados
Sete missionários mexicanos que chegaram na manhã desta terça-feira em Belo Horizonte foram isolados, por medida de precaução, pela Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo a secretaria, o grupo estava no Rio de Janeiro e foi a BH para participar de um trabalho com crianças desenvolvido por uma organização não-governamental (ONG).

Os mexicanos foram abordados assim que desembarcaram na rodoviária. Todos foram orientados a usar máscaras no rosto. O alerta de que o grupo estaria a caminho de BH foi dado pelas autoridades sanitárias e de saúde do Rio.

A Secretaria de Saúde informou que nenhum dos missionários apresentava qualquer sintoma da gripe suína. O grupo está confinado em um alojamento da ONG onde iriam executar o trabalho social.

Reportagem:Ney Rubens
Direto de Belo Horizonte
Fonte:Terra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: