Anvisa descarta gripe suína em paciente com suspeita no Rio

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) descartou no fim da manhã desta terça-feira a suspeita de uma moradora de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, ter contraído gripe suína durante as férias que passou em Cancún, no México.

Segundo a Anvisa, o período de incubação da doença é de, no máximo, dez dias, mas a paciente, que é médica, teria retornado de viagem há pelo menos duas semanas. Além disso, mesmo apresentando quadro de febre, dor de garganta e tosse, ela não está com todos os sintomas da doença.

O surto da doença, cujos primeiros casos teriam ocorrido no México, já poderia ter matado 149 pessoas no país e vem causando preocupação em todo o mundo. Pelo menos sete países teriam registrado casos da doença. São considerados países de risco, além do México, os Estados Unidos e o Canadá.

Passageiros com sintomas
A Infraero montou equipes com apoio da Anvisa em pelo menos 10 aeroportos em todo o País para orientar passageiros que chegam em vôos provenientes das áreas de risco. Três pessoas que chegavam do Panamá no vôo 0873, com escala no México, apresentaram os sintomas. Apenas uma delas, Joyce Coelho, 23 anos, utilizava máscara. Todos foram levados ao posto médico da Infraero.

Em outro vôo, pousou às 8h, vindo de Miami, que uma passageira foi levada por funcionários da Anvisa para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com suspeita de gripe suína.

Cabral prevê problemas no Rio
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, admitiu que o Rio terá mais problemas para impedir a entrada do vírus da gripe suína do que outros Estados brasileiros como São Paulo, por não receber vôos diretos do México. Segundo ele, como o fluxo de turistas que chega a cidade é intenso, haverá certa dificuldade em se montar barreiras de fiscalização.

“Teremos que montar um rede de proteção muito mais ampla”, disse ele, que esteve num evento no Departamento de Estradas e Rodagens (DER), na avenida Presidente Vargas, centro do Rio.

Cabral disse ainda que determinou ao secretário de Saúde, Sérgio Côrtes, a realização de reuniões periódicas com a Anvisa e as secretarias municipais de saúde para articular um esforço conjunto caso o rio venha a ser afetado pelas gripe suína. “O Côrtes, inclusive, já está separando leitos exclusivos para isto e à tarde haverá uma entrevista coletiva para divulgarmos as ações da Secretária Estadual de Saúde”, disse o governador.

Com informações do JB Online

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: