Sobe para 244 o número de casos da gripe no Peru

O número de pessoas contaminadas pela gripe suína no Peru chegou hoje a 244 após a confirmação de 26 novos casos da doença nas últimas 48 horas, informou o Ministério da Saúde do país.

Segundo o comunicado oficial, como em todos os casos anteriores, os novos afetados estão sob controle médico, isolamento domiciliar, tratamento antiviral e evoluem “favoravelmente”.

O ministro da Saúde peruano, Óscar Ugarte, informou no sábado passado que 90% das pessoas que contraíram a gripe no Peru já receberam alta.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

Com 94 casos em um dia, contaminados por nova gripe chegam a 334 no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou mais 94 casos de infecção pelo vírus influenza A (H1N1) no Brasil, nesta terça-feira (23). Os novos casos estão nos estados de São Paulo (50), Minas Gerais (17), Rio de Janeiro (13), Santa Catarina (4), Bahia (2), Espírito Santo (2), Paraná (2), Alagoas (1), Goiás (1), Rio Grande do Sul (1) e Sergipe (1).

Confira os casos pelo país

Com os novos casos informados, o número de infectados pela doença no Brasil chega a 334. Ontem, o número de infectados era 240. Segundo o ministério, pessoas que tiveram contato próximo com esses pacientes estão sendo monitoradas.

O Ministério da Saúde recomenda que crianças menores de dois anos, idosos, gestantes, pessoas imunodeprimidas, diabéticos, cardioapatas, pneumopatas e renais crônicos adiem as viagens para os países onde circula o vírus da nova gripe ( Estados Unidos, México, Canadá, Chile, Argentina e Austrália). Para o ministério, esses pacientes apresentam maior risco de desenvolver formas graves da doença.

Dos casos já informados pelo ministério, dois pacientes do Rio Grande do Sul, infectados no exterior, estão internados e a evolução da doença é acompanhada pelo Ministério da Saúde.

Segundo o ministério, 218 casos são suspeitos da nova gripe e estão sendo acompanhados pelo Ministério. Outros 656 já foram descartados.

Japão anuncia 1º caso de transmissão do vírus da nova gripe dentro do país

As autoridades do Japão confirmaram neste sábado (16) o primeiro caso de transmissão do vírus da nova gripe dentro do país.

O governo ordenou que as escolas fossem fechadas na cidade de Kobe durante sete dias, como medida de precaução para evitar novos contágios.

O paciente é um estudante secundarista, segundo o Ministério da Saúde. Ele não viajou ao exterior recentemente.

Outros dois alunos da mesma escola, que também não saíram do país, também tiveram testes positivos, mas que precisam ser confirmados. Todos estão sendo tratados, e seus nomes não foram divulgados.

O ministro japonês da Saúde, Yoichi Masuzoe, disse que uma equipe vai investigar a maneira como ocorreu a tranmissão do vírus.

A transmissão do vírus entre pessoas em países fora da América do Norte preocupa a Organização Mundial da Saúde, porque pode ser um indício de que o mundo está mais próximo de uma pandemia (epidemia de alcance mundial) da doença.

Balanço deste sábado da OMS confirma mais de 8.400 casos da doença pelo mundo, mas dados posteriores de governos nacionais mostram que a gripe já chegou também à Índia e à Turquia .

Casos confirmados no Brasil

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, confirmou na noite desta quinta-feira quatro casos de gripe suína –a gripe A (H1N1)– no Brasil. Há casos em três Estados: São Paulo (2), Rio (1) e Minas (1). Os pacientes são adultos e passam bem, afirmou o ministro. Todos contraíram a doença no exterior –três estiveram no México e um, nos Estados Unidos. O Brasil tem outros 15 casos suspeitos. Saiba quais hospitais procurar no Brasil Veja mapa dos casos de gripe suína no Brasil Saiba mais sobre a gripe suína Saiba o que o mundo faz para se prevenir Vai viajar? Conheça as recomendações Três dos quatro pacientes já receberam alta médica. Temporão afirma que nenhum deles oferece risco de contaminar outras pessoas. Para o ministro, a confirmação da doença não muda a estratégia do Brasil para se prevenir contra a gripe suína, já que todas as medidas preventivas foram tomadas com antecedência. Ele afirma que a população deve evitar a automedicação. “Todos os casos são importados, e o vírus não circula no Brasil”, afirmou.

Bebê que morreu de gripe suína nos EUA era mexicano, dizem autoridades

O bebê de 23 meses que morreu de gripe suína no Texas era um mexicano que viajou para Houston em busca de tratamento, confirmou o Departamento de Saúde da cidade.

“A criança veio a Houston para tratamento médico”, disse a porta-voz Kathy Barton à CNN. “A família estava no Texas. A criança ficou doente e transportou a criança para Houston atrás de cuidados médicos.”

O bebê morava em Matamoros, na fronteira do México com o Texas. Seus pais não estão doentes.

O Centro de Controle de Doenças dos EUA confirmou nesta quarta a morte da criança -a primeira provocada pela doença no país. Novo balanço desta quarta-feira mostra que o país tem 91 casos da doença, a maioria deles leves, espalhados por 10 estados.

Coréia do Sul anuncia 5 novas suspeitas de gripe suína

Autoridades sanitárias sul-coreanas anunciaram nesta terça-feira cinco novas suspeitas da gripe suína no país, informou a agência local Yonhap. Segundo o Centro para o Controle de Doenças da Coréia do Sul, nove pessoas que retornaram recentemente de México e Estados Unidos apresentavam sintomas da gripe suína, por isso foram submetidas a exames para determinar seu Estado.

Em quatro destes pacientes a doença foi descartada, mas outros cinco estão sendo examinados para determinar se estão contaminados pelo vírus A/H1N1, uma variante da tradicional cepa H1N1 que mutou dos porcos aos humanos.

Ontem, este Centro recebeu o primeiro caso suspeito no país, uma mulher sul-coreana de 51 anos que tinha voltado recentemente do México e apresentava sintomas que coincidiam com os da dolência. A paciente foi isolada e classificada como “provável” caso de gripe suína, de acordo com os resultados do exame médico que realizou.

Segundo fontes citadas pela Yonhap, a paciente permanece isolada em um hospital militar e seu estado de saúde evolui favoravelmente.

Seul pediu ontem aos sul-coreanos que reconsiderarem suas viagens ao México, e convidou os que se encontram no país latino-americano a retornar o mais rápido possível à Coréia do Sul, salvo para alguns casos excepcionais.EFE

Nova Zelândia confirma 3 novos casos de gripe suína

22:30 – A Nova Zelândia confirmou nesta terça-feira três novos contágios por gripe suína, e elevou a 14 o total de infectados no país.

O ministro da Saúde neozelandês, Tony Ryall, explicou que dois membros de um grupo de estudantes que voltaram do México e um turista que viajou aos Estados Unidos tiveram resultado positivo à variante H1N1 do vírus, segundo a imprensa local.

Todos se encontram em quarentena voluntária em casa e estão sendo tratados com o medicamento Tamiflu, do qual há 1,4 milhão de doses no país, acrescentou Ryall.

Além disso, as autoridades sanitárias zelandesas enviaram a laboratórios da cidade australiana de Melbourne amostras de outras 44 pessoas que estiveram nesses países há menos de duas semanas e apresentaram sintomas similares aos da gripe suína.

O Governo da Nova Zelândia anunciou nesta terça 11 resultados positivos em outro grupo de estudantes e professores que voltaram no sábado ao país após uma viagem ao México, e ainda tentam localizar 18 dos 356 passageiros que estiveram com eles em um avião que partiu de Los Angeles, nos Estados Unidos.